Radiografia Digital

00_pressiona_botao
A radiografia digital utiliza sensores eletrônicos sensíveis aos raios X, posicionados tal qual o filme da radiografia convencional.
O sensor eletrônico, conectado ao computador, gera uma imagem que será vista imediatamente no monitor.

Há dois sistemas diferentes para aquisição da imagem digital: direto (CCD) e indireto (placas de fosforo):

  • Sistema Digital Direto adquire a imagem através de um sensor CCD (Charge Coupled Device), onde é usado um sensor (chip de silício) como dispositivo de captação da imagem. Os sensores CCD são conectados ao computador por meio de um cabo, e a imagem é exibida quase imediatamente no monitor após a exposição.
  • No Sistema Digital Indireto utiliza-se placas de fósforo e um scanner para aquisição das imagens. Neste sistema a placa de fósforo é exposta aos raios-X da mesma maneira que a película radiográfica, e suas dimensões são similares as dos filmes periapicais. Durante a exposição, a radiação é absorvida na placa de fósforo que dá formação a uma imagem latente. A informação contida na placa é liberada quando um feixe de laser de um scanner apropriado ilumina a placa de fósforo. A placa emite fótons de luz, que são detectados e traduzidos em uma imagem que possa ser processada e exibida no monitor. Não há nenhum cabo preso à placa de fósforo.0_area_nv-201x300
Comparados com a radiografia convencional, os sistemas digitais eliminam processamento químico da película,  espaço para arquivo, com imagens armazenadas na memória do computador, oferecendo menor tempo de trabalho, maior definição, melhor comunicação por vias eletrônicas, facilidade na manipulação de imagens, por exemplo, contraste e ajuste de brilho, e principalmente a grande redução em até 90% na dose de raios X recebida pelo paciente .
VANTAGENS DAS RADIOGRAFIAS DIGITAIS:
  • redução da dose de exposição, em 30% para panorâmica, 70% em telerradiografia e até 90% em intra-oral;
  • eliminação do processo químico de revelação/fixação;
  • possibilidade de manipulação das imagens, como alteração de contraste e brilho, verificação de densidade óptica, negativo, relevo, colorização, ampliação,  (Zoom);
  • mensurações lineares e angulares;
  • aplicação de filtros;
  • integração com outros sistemas digitais;
  • exportação de imagens em diferentes extensões (jpeg, tiff, bmp, etc);
  • facilidade da comunicação digital;
  • melhora na relação profissional/paciente e profissional/profissional pois viabiliza adoção da internet para a entrega de LAUDOS ON-LINE;
  • economia de tempo e evitando danos ao meio ambiente, uma vez que não utilizamos produtos químicos.